segunda-feira, 31 de maio de 2010

O Benfica e os benfiquistas são diferentes!

Enquanto um certo presidente e os deputados adeptos dum clube corrupto jantam no espaço da Assembleia da República, o presidente do Benfica e os deputados afectos jantam na Catedral da Cerveja, no Estádio da Luz.
O evento será amanhã à noite.
Como nós somos diferentes, apesar dos outros dizerem sempre o contrário, a ver se a mentira tantas vezes repetida se torna verdade!
Tenho de dar os parabéns a Luís Filipe Vieira por ter sugerido este local em vez de ser na Assembleia. Para não misturar as coisas e dar uma bofetada de luva branca num certo senhor!

Graças a Deus!

Através de comunicado, já é o segundo e depois de Jorge Jesus já o ter dito também no "Trio de Ataque", o Benfica descarta Eduardo, guarda-redes do Braga e da Selecção. Se dúvidas houvessem!
Para além de Eduardo, também Victor do Grêmio de Porto Alegre é descartado.
Quanto a mim, nem um, nem outro, seriam o guarda-redes que o clube pretende. Mais valia continuar então com o Quim.

Jara, está empolgado e ansioso

Franco Jara, um dos novos reforços, diz que vai deixar o coração e a pele em campo pelo Benfica.
Começa bem. Deste modo arrisca-se a entrar no coração dos benfiquistas.
Oxalá isso aconteça, pois seria bom sinal!
Entre várias outras coisas, diz que está ansioso por conhecer o Benfica por dentro, face ao que lhe contaram e ao que viu nos festejos do título.
Sobre Gaitán, garante que ele vai desiquilibrar.
O nosso Shaffer que também é argentino e esteve emprestado ao Banfield, diz que Jara tem semelhanças com Saviola a jogar. Oxalá seja verdade!

domingo, 30 de maio de 2010

Moreira, um exemplo de benfiquismo

Quando já está de férias e ao contrário de outros colegas, Moreira dá conselhos aos jovens na Taça Coca-Cola

O Caixa Futebol Campus recebeu este sábado a 10.ª e última etapa regional da Taça Coca-Cola, que contou a participação de jovens entre os 13 e os 15 anos. O guarda-redes Moreira esteve presente na iniciativa e deixou conselhos aos mais novos.

“Que joguem futebol pela paixão do desporto, mas que nunca se esqueçam dos estudos”, afirmou o guardião à Benfica TV, lembrando: “Nem todos podemos ser jogadores profissionais de futebol. Se não tivermos uma base escolar depois quando chegamos à idade adulta torna-se muito difícil.”

Referir que esta fase regional no Seixal contou com mais de 50 equipas, quer masculinas quer femininas.

Além de jogarem futebol e de confraternizarem entre si, os participantes tiveram a oportunidade de participarem em ateliês das modalidades olímpicas e de realizarem testes de avaliação da condição física.

O Caixa Futebol Campus vai receber a final da Taça Coca-Cola no dia 6 de Junho.
(Fonte: site do S.L.Benfica)

E no basquetebol, 2-0

Já só faltam 2 vitórias!
Mais uma vitória por 10 pontos, tal como no jogo de 6ª feira.
Jogo muito defensivo, fraca pontuação, 63-53 hoje, 73-63 no jogo anterior.
Pena a lesão grave (?) de Will Frisby. Será que vai recuperar para 6ª feira? Fica a dúvida. A juntar à lesão de Sérgio Ramos que ainda não actuou nesta final é outra dúvida para os restantes jogos desta final.
Pessoalmente, julgo que venceremos pelo um dos dois jogos seguintes no Dragão e depois disso é vencer na Luz.

Está demais!!!

"RAP: ‘I gotta feeling’ que a Selecção não desperta ‘feelings’..."

Junto a minha voz à daqueles que se indignam por o hino oficioso da Selecção não ser uma canção portuguesa. Não por patriotismo, mas por coerência com a realidade: creio que a música mais apropriada para este nosso conjunto seria um fado. Antigamente, todas as janelas do País tinham de ostentar uma bandeira portuguesa, mesmo que tivesse pagodes no lugar de castelos. Agora, ninguém vai aos chineses comprar uma bandeira nem que tenha sido bordada à mão pela padeira de Aljubarrota e tingida com sangue de D. Afonso Henriques.

A verdade é que há sacas de batatas mais entusiasmantes do que Carlos Queiroz. Mais facilmente um brasileiro nos faz sentir portugueses do que ele. E, em certa medida, devemos estar-lhe gratos por isso. Com Scolari, o povo português andaria agora entretido a bufar nas vuvuzelas até ficar com as beiças em carne viva. Estaríamos a viver tempos insuportáveis. Elefantes viriam da Índia atraídos pelo barulho, julgando ter ouvido o grito de acasalamento de fêmeas gigantes, e procurariam fazer criação com os portugueses mais volumosos que encontrassem. Com Queiroz, a população da Covilhã em peso organiza-se para lhe comunicar que gostaria de o ver com uma vuvuzela, mas a sair do orifício errado. Compreende-se: por exemplo, Scolari tentou bater num estrangeiro, o que sempre galvaniza o bom povo. A única vez que Queiroz esteve tentado a dar uns bananos, escolheu um português. Isso tem sido uma espécie de imagem de marca: como se tem visto nos jogos, esta selecção não tem agressividade nenhuma frente aos estrangeiros.

Ora até que enfim que José Mourinho tem, em Portugal, o reconhecimento que lhe é devido. Não sei se ainda se lembram mas, há uns anos, alguns dos que agora rejubilam com a façanha do treinador português e só lhe vêem virtudes estavam a ameaçá-lo de morte. Um vice-presidente do clube ao serviço do qual ele ganhou a sua primeira Liga dos Campeões foi ao seu quarto na véspera da final passar-lhe o telefone, para que ele pudesse ouvir de viva voz uma mão cheia de insultos e ameaças. Parece que, desta vez, tal não sucedeu. Parabéns a José Mourinho pela sua segunda Taça dos Campeões, e a primeira que ele teve vontade de festejar. Sentiu-se que ele prefere assim.

“Nós vamos a partir de hoje aqui solenemente dizer-lhe (…) que nós queremos este ano dedicar a vitória do campeonato a si. A si, que vai ser campeão”.
Pinto da Costa
À conversa com uma fotografia de José Maria Pedroto
7 de Janeiro de 2010

“Eu não sou prometedor de títulos nem de nada, que não uso esse tipo de conversa”.
Pinto da Costa
27 de Maio de 2010

Este ano não tem sido fácil para quem já foi treinador do Porto. José Maria Pedroto, ao contrário do prometido, não ganhou o título deste ano, e Jesualdo Ferreira já sabe que não ganha o do próximo. Na origem de ambas as desfeitas está Pinto da Costa. Diz-se que o desnorte tem a ver com a má época do Porto, mas deve reconhecer-se que não foi tão desastrosa como se tem dito. Por exemplo, é mentira que os jogadores do Porto não vão disputar a Liga dos Campeões na próxima temporada. O Rentería, em princípio, vai.

(Ricardo Araújo Pereira, in Jornal "A Bola")

sábado, 29 de maio de 2010

Futsal deu um passo em frente rumo ao título

A equipa de futsal ao vencer esta tarde o Belenenses por 3-1 deu um passo em frente rumo ao título nacional.
Ainda falta pelo menos um jogo no Restelo para chegar à final, provavelmente com o Sporting que este ano melhorou comparativamente aos últimos anos.
Depois de termos ganho campeonatos seguidos e todas as outras competições internas, à excepção da última Taça de Portugal, bem como a Liga dos Campeões da Europa, só temos de acreditar que somos capazes de vencer mais um título nacional.

Começaram pelo adjunto

O FC Porto não pára de nos surpreender.
Enquanto não anunciam o nome do treinador que sucederá a Jesualdo, começaram pelo adjunto. Será Vítor Pereira que treinava o Santa Clara de S. Miguel (Açores) na Liga Vitalis.
Toda a gente já sabe que será André Villas-Boas, porém como o mesmo tem contrato com a Académica, ainda não devem ter tudo acertado por isso ainda não o oficializaram.
Ou, como li algures, como todos falam em Villas-Boas, o corrupto-mor, está a deixar o assunto esfriar para depois anunciá-lo com pompa e circunstância.

sexta-feira, 28 de maio de 2010

Quim e Moreira, já não entendo nada!

Contra todas as previsões e expectativas, agora já não é o Quim ou o Moreira, são dois!

Quim e Moreira recebem proposta para renovar
 De acordo com o jornal A Bola, ambos vão receber propostas de renovação.
 

Parabéns Basquetebol (1-0)

 (Miguel Minhava um dos melhores neste jogo)
Foi um jogo muito emotivo o Benfica-FC Porto da final do play-of do título.
O público puxou pela equipa, embora o Pavilhão esteve meio vazio.
Depois dum começo nervoso, a equipa do Benfica só no início da 2ª parte (3º período) é que alcançou uma vantagem razoável mas nunca tão dilatada que permitisse descansar.
No final, 73-63! E domingo às 17 horas, também na Luz, há mais.
Vamos apoiar a equipa pois esta final é à melhor de 7 jogos e por isso ganhar em casa é essencial.
Tenho esperança que o Benfica alcance nova vitória e depois nos dois jogos do Dragão consiga vencer pelo menos um.

Devem estar doidos

O Atlético de Madrid deve andar a sonhar.
De acordo com as notícias de hoje, os madrilenos querem Fábio Coentrão mas não querem pagar a cláusula de 30 milhões, propondo então a troca por Simão e mais uma verba não divulgada.
Segundo ainda a mesma notícia, Simão não quis renovar o contrato por isso os colchoneros têm consciência da possibilidade dele sair a custo zero se não o venderem este ano.
O que eles não imaginariam era que o Benfica não é o mesmo doutras épocas em que aceitava as migalhas que lhes ofereciam pelos seus melhores jogadores. Felizmente as coisas mudaram.
Querem Coentrão, paguem a cláusula. Ou então ponham o Aguero no pacote!

Época lucrativa, para além do título

A época brilhante do Benfica poderá ter rendido entre 15 a 20 milhões de euros de receita de bilheteira. Bela maquia!
Juntando àquele valor o prémio que virá pela entrada directa na Liga dos Campeões, temos que esta foi uma época brilhante em todos os aspectos. Assim se vê que vale a pena investir na equipa para poder aumentar as receitas futuras.
Grande época!
Agora queremos outra pelo menos igual.

quinta-feira, 27 de maio de 2010

Divorciámo-nos, mas ficámos amigos para sempre

Demorou mas confirmou-se ontem o que se sabia desde há meses, apesar dos desmentidos, ou do silêncio dos principais intervenientes no processo.
Como um casal civilizado o divórcio foi amigável.
Pelos altos serviços prestados à nação azul corrupta, o Profe foi convidado a ficar como director-técnico de todo o futebol portista. Ou seja, um tacho! Talvez para não lhe pagarem a indemnização.
E para que não ficassem dúvidas da amizade para todo o sempre, houve mensagem no site e tudo.
«Depois de quatro anos vividos de forma intensa, entendendo as regras de jogo em que treinadores e clubes se movimentam e tendo em atenção o facto de o FC Porto ter tido, pela primeira vez na história, o mesmo treinador durante quatro anos, concluímos, em conjunto, que seria melhor terminar a nossa ligação».
«Quero também expressar a gratidão pela administração e, em especial, pelo presidente. Creio que essa gratidão se notou em todos os comportamentos que tive no FC Porto».
Sabujo!!!

Toma e embrulha Micael

A verdade vem sempre ao de cima, diz o ditado e é bem verdade.
A Micaela talvez porque não tinha a consciência tranquila, não se queixou na hora do incidente, deixando para o fazer apenas quando já era jogador do Fóculporto. Corajoso!
 
Comissão Disciplinar arquiva processo do túnel no Benfica-Nacional
Embora o acórdão da Comissão Disciplinar da Liga prove que o técnico do Benfica, Jorge Jesus, encostou dois dedos na cara de Ruben Micael, na partida entre o Benfica e o Nacional, a 26 de Outubro, o processo foi arquivado, visto que prescreveu.
De acordo com o acórdão, o incidente ocorreu no intervalo do jogo, com Rui Costa e Ruben Micael a discutirem por causa dos insultos do madeirense para com Luisão, isto porque o brasileiro não colocou a bola fora para Edgar Costa receber assistência.
Jorge Jesus entrou na discussão, colocou dois dedos na cara de Ruben Micael e terá dito que a culpa era toda dele e para «jogar mais e falar menos».
Só que de acordo com os regulamentos da Liga é uma infracção leve e que prescreve ao fim de um mês, pelo que o processo foi arquivado. Ruben Micael apenas denunciou a situação três meses depois. 
(Fonte: A Bola)

quarta-feira, 26 de maio de 2010

Ao pacote sai mais barato!

Escreve o "jornal A Bola" que Moratti, presidente do Inter, quer oferecer ao Real Madrid no pacote Mourinho/Maicon, o português Ricardo Quaresma por o considerar um elemento conflituoso. Quem diria!
E ainda há alguns benfiquistas que vêem com bons olhos a sua aquisição. Por mim, não obrigado. A menos que Jesus consiga garantia que ele se vai portar bem.
Dadas as boas relações entre o Benfica e o Real Madrid e estando eminente a transferência de Di Maria para lá, provavelmente seria um negócio interessante. O pior é o mau feitio e o facto de ser sportinguista mas com a escola "corrupta".

Huntelaar em vídeo

Se Cardozo sair, provavelmente virá Huntelaar, holandês do AC Milan.
Marca com os dois pés, de cabeça e até de livre!
Faz 27 anos em Agosto, mede 1,86, pesa 83 kgs.
Não ficaríamos a perder com a troca.

terça-feira, 25 de maio de 2010

Zero inteligente

Divinal crónica de João Querido Manha que malha inteligentemente em Queiroz.
Leiam a referência a Fábio Coentrão!
"Foi apenas o cumprir de mais uma etapa, sem exigir que jogadores que não atuavam há algum tempo se empregassem a fundo, nem que aqueles que ainda há uma semana estavam em competição mantivessem ritmo e concentração. E se, entendendo bem a mensagem de Queiroz, todos respeitaram este plano de trabalho, houve um que claramente o violou: o jovem Fábio Coentrão, desconhecedor das manhas da Seleção, que optou por se empregar a fundo como se no banco estivesse o inclemente Jorge Jesus, cujo plano de empolgamento e fome de vitórias do Benfica teve início precisamente nos jogos da pré-temporada."

Afinal em que ficamos Coentrão?

Segundo notícias de vários jornais online de hoje, Coentrão fez as seguintes afirmações:
"No Benfica também posso ser campeão europeu"
"Seria excelente voltar a ser treinado por Mourinho"
Por um lado fica extasiado com o presumível (ou será certo?) interesse do Real Madrid e esquece-se momentâneamente que ainda é jogador do Benfica.

Depois, põe os pés no chão e sabendo do contrato que tem com o Benfica volta atrás para não ficar mal na fotografia.

Craques do Benfica em alta

A ida de Mourinho para o Real está a levar a imprensa a especular com nomes e mais nomes de reforços. Claro que ninguém pode contratar tantos jogadores, mais ainda quando essa equipa é o Real Madrid que já tem um plantel fabuloso.
A saída de Di Maria parece certa e não admira pois é mesmo craque e ainda ontem se viu isso no golaço que marcou pela selecção argentina.
David Luiz e Fábio Coentrão, por enquanto julgo não passarem de especulação, mas que têm valor para isso têm.
Até Quim é associado ao Málaga. Por mim deixava-o ir mesmo que "de graça". Mas foi titularíssimo, dirão alguns, pois foi mas com a contratação eminente doutro guarda-redes para titular, não interessa muito tê-lo no banco de suplentes, face à sua idade.
Vamos esperar para ver!

segunda-feira, 24 de maio de 2010

O mercenário virou anjo

Depois de ter trocado o Benfica pelo FC Porto no início da época por dinheiro, agora vem dizer que não pensa em dinheiro, só em ganhar o coração dos portistas! 
Já ganhaste mercenário. Bastou teres feito essa troca.
Mas, apesar de não pensar no dinheiro, o pai já falou na revisão do contrato!!!
E ainda fala de túneis. Tinha de ser, não é? Estranhando o facto do Benfica ter estado envolvido em dois túneis e nunca ter sido punido. Memória curta tem Falcão, esquecendo-se do castigo injusto a Cardozo no túnel de Braga.
E numa demonstração de "azia", quando lhe perguntaram se o Benfica tinha sido a melhor equipa do campeonato, disse "Foi regular, assim como o Braga. Mas o Braga tinha um plantel mais limitado e conseguiu fazer uma grande temporada". Esperavam o quê?

NOJO de título!

O "NOJO" mostrou a sua face!
No Canadá a brincar aos túneis
Uma época quase inteira com tantos litros de tinta a correr face a incidentes nos túneis ao longo do campeonato não fazia prever cenário tão lamentável na digressão benfiquista. O jogo para nada contava, e previa-se apenas mais um amigável entre o emblema da Luz e, neste caso, o Panathinaikos. Pena, lá está, que a coisa tenha descambado para cenas de pancadaria entre os jogadores e pena também que a história deste jogo tenha de começar por aqui... 

Realmente esta ironia mete NOJO!
A BOLA diz, "Gregos com mau feitio".
Afinal em que ficamos?

domingo, 23 de maio de 2010

Futsal - Obrigado campeões!

A equipa de futsal que ontem perdera em casa com o Fundão e que me levou a escrever um post sobre isso, hoje cumpriu a sua obrigação de equipa campeã e eliminou os beirões, classificando-se para as meias-finais, ao vencer por 4-2. Curiosamente o mesmo resultado de ontem, mas inverso.
Agora será uma autêntica final o confronto com o Belenenses, nosso adversário das últimas finais, quer em campeonatos, quer em Taças.
Há poucos dias fomos batidos pelos azuis na final da taça de Portugal pelo que não será tarefa fácil. Mas, confiamos nos nossos campeões, já habituados a finais.
O vencedor desta meia-final certamente irá encontrar o Sporting na final!

Júniores empatam no Dragão (2-2)

A equipa de júniores do Benfica empatou a dois golos com a do FC Porto no estádio do Dragão.
Resultado melhor para o Benfica do que para o Porto que perdera a semana passada em Guimarães.
Se os portistas tiveram algum ascendente na 1ª parte, o Benfica controlou o jogo na 2ª parte e conseguiu as melhores oportunidades.
O resultado foi feito nos primeiros 45 minutos, com golos de Evandro Brandão e Rafael Costa pelo Benfica.

sábado, 22 de maio de 2010

Casamento perfeito

É caso para dizer que é perfeito o casamento Javi Garcia/Benfica.
Em entrevista para A Bola, em Toronto, garante nunca ter sentido tanto uma camisola.
«Estive muito tempo em Madrid, desde pequeno, mas praticamente não joguei na primeira equipa. Aqui no Benfica, jogando domingo atrás de domingo, com estes adeptos, realmente estou a sentir a camisola, estou a sentir o Benfica e o que o clube representa. E digo com sinceridade que é a primeira vez que sinto isto, nunca tinha sentido tanto uma equipa, um símbolo. Estou encantado.»
Diz não pensar nem querer ouvir falar doutros clubes pois sente-se muito querido e quer continuar de águia ao peito.
Os benfiquistas agradecem a preferência e o teu empenho Javi!

Que se passa com o futsal

Os benfiquistas andam preocupados com a equipa de futsal e até meio desiludidos, devo dizê-lo.
Uma equipa que é campeã europeia não pode perder em casa com o Fundão, comprometendo seriamente a hipótese de voltar a ser campeão. E, não foi por falta de aviso pois no jogo do Fundão foi preciso recorrer aos penáltis para vencer. Façam o vosso dever de campeões. Ganhem amanhã!
A Taça de Portugal também já voou, mas aí podemos considerar que houve alguma falta de estrelinha, uma vez que o golo da vitória do Belenenses surge a poucos segundos do final do prolongamento, não dando hipótese de recuperação.

Nicolas Gaitán

O novo reforço do Benfica, o argentino Gaitán, sem ninguém saber chegou a Portugal para fazer exames médicos e assinar contrato.
Como as coisas estão diferentes no Benfica. Dantes, qualquer espirro de jogador era logo notícia na comunicação social.
E soube-se em Portugal porque a imprensa da Argentina espalhou a notícia!
Finalmente trabalha-se como deve ser no Benfica.

Basquetebol na final com o Porto

Que final mais escaldante vamos ter no basquetebol.
Ao vencer hoje em Guimarães o 3º jogo das meias-finais do play-of, por 79-69, o Benfica apurou-se para a final com o score de 3-0.
De igual forma (3-0) o FC Porto despachou a Ovarense.
Assim vamos ter a final Benfica-Porto, começando por jogar os dois primeiros jogos no Pav. da Luz.
É obrigatório vencer essas duas partidas para irmos ao Dragão a precisar apenas duma vitória, que se não acontecer no 3º, aparecerá no 4º jogo. Caso ainda assim não consigamos, teremos a negra na Luz.
O treinador Henrique Vieira já pediu para enchermos o Pavilhão da Luz. 
Os nossos rapazes do basquetebol merecem!

sexta-feira, 21 de maio de 2010

Benfica novamente no Torneio Guadiana

Ao contrário do habitual, este ano o Benfica é a única equipa portuguesa a participar no Torneio do Guadiana que venceu na última edição.
Os adversários serão o Feyenoord da Holanda e o Aston Villa da Inglaterra.
O 1º jogo será no dia 31 de Julho (6ª feira) contra os holandeses e o 2º no domingo (2 de Agosto) contra os ingleses. Entretanto, no sábado jogam entre si Feyenoord e Aston Villa.

Coitadinho do "palhaço"

A notícia vem com algumas horas de atraso mas ainda está muito actual!


"Há 25 anos também se riram de mim" - Queiroz

O nosso seleccionador tem muita graça, mas não gosta que lhe riam na cara! É um "palhaço" mas não o admite. Aliás, tem muito pouco poder de encaixe como o demonstra, entre outros casos, o da agressão no aeroporto ao jornalista Jorge Baptista, há uns meses atrás.
Este título acima veio publicado na BOLA de hoje e tem a ver com as declarações de José Mourinho, sobre a selecção portuguesa.

Tomem e embrulhem!

(Na foto até parece mas não é o Micael, não se assustem. É bastante mais alto e parece que tem mais carácter)

Foram estas as declarações do novo reforço Fábio Faria após o jogo de ontem à noite nos EUA em que se estreou com a camisola do Benfica.
Disse ainda, «Há muito tempo que trabalhava para chegar a um clube grande e agora estou no maior clube de Portugal. Estou muito contente por estar aqui».
Começou bem esta nova etapa na carreira, com estreia a titular e vitória. Parabéns Fábio!
De acordo com a imprensa, fez um bom jogo, começando a central e derivando para lateral esquerdo quando David Luiz entrou na 2ª parte.

quinta-feira, 20 de maio de 2010

O bem comportadinho

O romeno Sapunaru, o tal que um steward provocou no túnel da Luz por isso o agrediu, está de volta à indisciplina. Desta vez sem steward!
Agora fez gestos obscenos no campeonato romeno, o que lhe valeu um castigo e uma multa.
Antes do incidente no túnel, já tinha sido castigado por se ter embebedado ao serviço da selacção do seu país.
Precisam de mais "bons" exemplos para qualificar o carácter deste animal que joga futebol?

Na Benfica TV, ontem!

Ontem assisti ao programa da Benfica TV em que o convidado foi o grande benfiquista Ricardo Pereira, o popular RAP dos Gato Fedorento.
Como já nos habituou com as suas belíssimas crónicas semanais no Jornal A Bola, saíu-se com mais algumas pérolas.
Sobre o FC Porto:
"Jogador à Porto, é um jogador afável, cordato, cavalheiro".
Exemplos desse tipo de jogador: Bruno Alves, Jorge Costa, Paulinho Santos, João Pinto, André, Fucile, Meireles.
"Era bom que Paulo Bento fosse para o Porto, não se queixaria mais das arbitragens".
Sobre a selecção:
"O único ponto do país onde foram escolhidos os melhores foi na Madeira, Cristiano Ronaldo e Danny".
Sobre Domingos:
"Enquanto jogador, jogou muitos jogos contra o Benfica em superioridade numérica e não se queixou".

quarta-feira, 19 de maio de 2010

Soltas do Benfica

Cardozo completa hoje 27 anos. Parabéns!
Numa entrevista ao Record diz estar pronto para continuar no Benfica.
E nós também esperamos que continues e que repitas a conquista da Bola de Prata.

O Benfica jogou nos EUA e venceu calmamente por 4-0 o New England Revolution com golos de Felipe Menezes, Sidnei, César Peixoto e Alan Kardec.
Jogo fácil e jogado a ritmo de treino.

O Benfica e o TOP das assistências

Podia ser melhor, podia!
Mas, é preciso não esquecer duas coisas muito importantes.
Uma delas, a grave crise financeira que Portugal e os portugueses atravessam.
Outra, os horários e dias dos jogos nem sempre foram os melhores devido à nossa participação na Liga Europa e às transmissões televisivas.
Eis a lista dos que ficaram à nossa frente:
Barcelona, com média de 78.000 espectadores no Camp Nou
Borussia Dortmund (77.248)
Real Madrid (75.133)
Manchester United (74.864)
Bayern Munique (69.000)
...
10º Benfica (50.033)

O FC Porto aparece no 43.º posto, com 33.464 espectadores, enquanto o Sporting é apenas 63.º com 24.606, isto entre 544 clubes das 36 ligas principais do Velho Continente.

"Sem expulsão, seriam cinco ao Benfica"


Desde que chegou ao FC Porto, esta foi a primeira vez que Fucile não venceu o campeonato. O uruguaio deu uma explicação curiosa para o que sentiu. "Insatisfação. Quando se tem um carro novo e confortável, é bom, mas se depois temos um mais fraquinho, fica-se chateado. É a mesma coisa com o futebol. Sabemos que não podemos ser sempre os melhores. Apareceu uma equipa melhor", disse, embora o facto de o FC Porto ter ganho em casa ao Benfica tenha deixado "um sabor amargo" no plantel. "Jogámos com o campeão em nossa casa e demonstrámos que fomos superiores. Fizemos um grande jogo. Aliás, se não fosse a minha expulsão, que foi uma grande injustiça, não eram três golos, mas cinco. Ganhámos e ficámos contentes", explicou Fucile.
(in O Jogo)

Fucile, só uma pergunta, não eras tu que não vias os jogos do Benfica? Viste no que deu?

Hino oficial do Mundial 2010

O cantor de origem somali K'Naan e o espanhol David Bisbal dão voz à música oficial do Mundial'2010. Um tema marcadamente ritmado que visa "a unidade e a celebração", segundo diz o próprio K'Naan. "Wavin' Flag" é o nome do hino oficial da prova. Veja aqui o videoclip oficial.

terça-feira, 18 de maio de 2010

Soltas do Benfica

Afinal Aimar não viajou para os EUA devido a problemas com o visto.
Situação no mínimo estranha! Não foram pedidos os vistos para todos os estrangeiros? Então porque só Aimar teve problemas com o visto?
Aguarda-se uma resposta por parte do Benfica porque a que diz que o atleta tem dois passaportes, um argentino e um espanhol não diz nada.

O central dos júniores e que já actuou por diversas vezes nos séniores, Roderick Miranda, segue o caminho inverso de Fábio Faria. Vai actuar no Rio Ave na próxima época.
Julgo ser uma boa medida, se bem que seja necessário que jogue, ao contrário do que aconteceu com Nélson Oliveira na meia-época em que lá esteve emprestado.

Mantorras força a barra

Mantorras é (era?) a alegria do povo no estádio da Luz.
É claro que poderia ter feito parte dos convocados para o último jogo da época. Mais um, menos um!
Porém, Jorge Jesus sabe melhor que qualquer um de nós quem deve ou não ser convocado. É pago para isso e demonstrou ao longo de toda a época que sabe como ninguém do ofício. 
Se há jogador que poderia ter razões de queixa por ter jogado talvez menos do que merecia, esse é Nuno Gomes. E tendo ambições a uma vaga na selecção e valor para jogar mais vezes, nunca amuou. Portou-se como um verdadeiro capitão, sendo um elemento importantíssimo no balneário.
Voltando a Mantorras, confesso que não gostei das declarações dele a uma rádio angolana e referidas no Record de hoje.
Mostrou uma arrogância desmedida e uma raiva despropositada para quem lhe deu a mão. 
Confesso que não gostei e perdi a simpatia que tinha para com ele.
Claro que tendo contrato, ele tem de ser cumprido ou rescindido de comum acordo.
Ingrato!

Não te iludas JEB

O presidente do Sporting deve andar a sonhar muito.
Hoje, aquando da apresentação de novos sócios, disse «[Angariar sócios] é algo que nos correu bastante bem este ano, apesar de em algumas vertentes desportivas, nomeadamente no futebol, ter corrido muito abaixo do que os sócios merecem, mas se há objectivo por que se lutou e atingiu, foi claramente pelo número de sócios, bem como um sem número de melhorias e serviços prestados ao sócios».
Diz também que a angariação correu bem mas não diz quantos são os novos sócios.
A cereja no topo do bolo, «a família sportinguista quando está unida e sabe bem os valores pelos quais tem de lutar, é imparável.»

segunda-feira, 17 de maio de 2010

Luz vai ter novo tapete

O estádio da Luz vai mudar de relvado. É uma boa notícia pois especialmente nos jogos disputados debaixo de chuva foram visíveis as deficiências do mesmo.
As obras de remoção do antigo começaram hoje como aliás já se pode ver na foto.
Assim, estará prontinho para quando começar a nova época, que se pretende igual ou ainda melhor que esta.
Na Luz trabalha-se cada vez melhor!

A alegria contagiante dos portistas

A brilhante conquista da Taça de Portugal por parte do Fóculporto provocou na Invicta os maiores festejos de que há memória nos últimos tempos.
Foi festa até às tantas!
Não acreditam, então vejam a foto abaixo.


domingo, 16 de maio de 2010

A marca Benfica

O director do jornal Record, que se confessa adepto do Belenenses, tem um blog cujo link se encontra no jornal online.
Atraído pelo título, entrei lá e deparei com um post, cujo título é "Benfica, o poder da marca encarnada".
Aconselho-vos a ler, clicando no link acima, pois vem mais uma vez provar que o Benfica é um clube universal.
A história relatada passa-se em Cabo Verde e é protagonizada por uma empregada de quartos de hotel.
Para além do post em si, tem um comentário que vale a pena ler.
Depois do que se viu pelo mundo fora no passado domingo e anteontem em Timor, alguém tem dúvidas que a marca Benfica é poderosa?

Só pode ser o Tacuara

O presidente Vieira anunciou hoje que admite baixar a cláusula de rescisão dum único jogador do Benfica.
Só pode ser o Cardozo!
Senão vejamos, diz "os outros só saem se houver clubes dispostos a pagarem 40 ou 50 milhões". 
Todos sabemos que o único jogador que tem uma cláusula superior é o Tacuara (60 milhões), por isso julgo não existirem grandes dúvidas.
Se for como tudo indica o Cardozo, até se compreende que assim seja, pois é um valor alto, mesmo para um goleador. Mas, se isso acontecer, estou certo que o Benfica saberá encontrar outro do mesmo nível. Jesus já nos deu garantias nesse aspecto. Conhece o mercado como ninguém e sabe do tipo de jogador que precisa.

O futuro está assegurado

"Decorreu este sábado o 6.º Encontro Nacional Escolas de Futebol Geração Benfica, que contou com a participação de cerca de três mil jovens aspirantes a futebolistas. Alguns jogadores do Benfica também estiveram presentes na festa e surpreenderam assim, os jovens “encarnados” que não se cansaram de pedir autógrafos".
(site do Benfica)

Quem sabe se destes 3.000 miúdos não sai algum craque? E, mesmo que não saia, existe grande possibilidade de se tornarem benfiquistas.
Um clube assim tem futuro, sem dúvida!
Depois do que se viu hoje em Timor quem não sente orgulho em ser benfiquista?

sábado, 15 de maio de 2010

O Benfica e a sua grandiosidade

O presidente Luís Filipe Vieira e o capitão Nuno Gomes estão em Dili, capital de Timor.
E, como acontece em qualquer lugar onde haja portugueses, há benfiquistas. 
No caso, são militares da GNR, mas também entre os timorenses existem milhares de benfiquistas, a começar pelo primeiro-ministro e ex-presidente de Timor, Xanana Gusmão, por isso foi endereçado este convite ao Benfica.
Como dizia há dias o nosso presidente, após a conquista do título, o Benfica nasceu em Lisboa, mas não se confinou ao local de nascimento, estendeu-se para todo o país e o mundo.
Logo após a conquista do 32º título, a alegria foi tanta naquele país que foi decidido reactivar o Benfica de Dili.
Existe algum FC Porto ou Sporting por lá?

Comentário desnecessário

O sr. Hugo Miguel do JOGO, qual tripeiro assumido, vem utilizar as páginas do jornal onde trabalha para atacar o comunicado do Benfica que solicita aos seus adeptos alhearem-se do jogo da final da Taça de Portugal.
Não precisava dar-se a esse trabalho pois o seu clube já o fez!
Agora pergunto, onde andava sr. Hugo Miguel há 15 dias atrás?

sexta-feira, 14 de maio de 2010

Mais tento na língua ... senhores

O Benfica conquistou o seu 32.º título nacional sem deixar rasto de dúvidas nem pecados. Ganhou porque foi o clube que apresentou em competição o quadro de jogadores mais competente e mais valioso, o que praticou o futebol de mais alta qualidade, o que somou mais pontos e o que marcou mais golos. É avassaladora a superioridade benfiquista dentro do relvado, porque fora dele a estratégia foi diametralmente oposta. Não entrou em polémicas, não promoveu conversas turbulentas, nem discursos irreflectidos. Em nada contribuiu para o ambiente de má vizinhança no futebol.


Jorge Jesus pode ter muitos defeitos, mas adquiriu por direito, neste momento de celebração, o papel de protagonista. Luís Filipe Vieira entregou-lhe um plantel de luxo, vocacionado para o triunfo, mas desarrumado. A precisar de alguém que pudesse retirar de um motor de elevada potência o rendimento máximo, ou próximo, suficiente para sufocar os mais sérios adversários de uma Liga com condições para acelerar o passo, mas teimosamente agarrada aos conceitos gastos do passe curto, do truque, do jeito, da intriga de botequim ou da traição de vão de escada…

Jesus poderá não ser um mestre de cerimónias, nem desfrutar no interior de classe de treinadores de amplas simpatias, mas soube aproveitar o divino convite que Vieira lhe fez. Com trabalho sério, abraçou o principal objectivo, e repetidamente anunciado: o título nacional. Agora, por força das circunstâncias, ele próprio já aumentou o grau de exigência, embora continue a não ser muito explícito quanto às prioridades.


Não sei se Jesus já se deu conta disso, mas não é vergonha ser campeão pela primeira vez aos 55 anos. Jesualdo Ferreira foi-o aos 59 e… nas duas épocas seguintes. O treinador benfiquista, se a humildade nunca o abandonar, reúne, por isso, condições óptimas para o igualar, ou até suplantar, e, porque não, reacender a chama europeia que a maldição Guttmann apagou um dia. Desafio mais entusiasmante que este será difícil…

JORGE JESUS o campeão, mas Domingos Paciência é a revelação, ou confirmação, como se quiser, por ter empreendido, com admirável sucesso, obstinado cerco ao primeiro lugar que durou na prática um campeonato inteiro. No entanto, o treinador do Sporting de Braga talvez não tenha entendido que há vitórias que extravasam em significado e importância a história de um vulgar jogo, de aí não valorizar devidamente o facto do emblema minhoto, mesmo segundo, ter conseguido a sua melhor classificação de sempre e de pela primeira vez ter entrado nas eliminatórias de acesso à Liga dos Campeões. Em vez de se empenhar na proclamação destas conquistas, que o são, cai no vazio da insinuação pouco clara ou da referência deselegante ao Benfica, transformando intervenções institucionais em amontoado de frases inflamadas, à semelhança das grosserias que tanto gozo parecem divertir os Super Dragões. Falta-lhe moderação no que diz. Pensava que Domingos Paciência se libertara desses tiques tribais. Escrevi-o há uma semana, convencido, pelo mérito do seu trabalho, que abandonara tais preconceitos e reclamara a sua independência intelectual. Talvez me tenha precipitado. A vida de um treinador é ingrata, feita de subidas espectaculares e quedas brutais. Hoje, Domingos opta por uma linguagem de arrogância e cai no despropósito de reivindicar o mesmo estatuto de quem apontou (só!) mais 30 golos do que a sua equipa. Há meia dúzia de meses, porém, estava com um pé fora do Braga, após de ter falhado o apuramento para a Liga Europa. Amanhã, como será? Não sei, mas creio que excelente oportunidade se lhe depara para cativar Pinto da Costa. Basta garantir a participação na Champions e manter-se na frente da classificação da Liga. Como? Convença o seu presidente (ou um deles…) a investir no reforço da equipa. Talvez lhe entreabram então uma porta no Dragão. Não é isso o que mais deseja?…


P. S.: Para mim a Selecção Nacional continua a ser muito importante. Queiroz decidiu e eu aceito, mas vejo mal, por motivos que já aqui expressei, a chamada de Miguel. Ponto final.

Isto é o Benfica

Não há nada com que um humorista lide pior do que com a alegria. Um cheque sem provimento também não é fácil para nós. Mas a alegria é particularmente complicada. A alegria, para os humoristas, é concorrência desleal. E, ao contrário do que possa parecer, a alegria não tem piada nenhuma. Um humorista alimenta-se de caos, insucesso, angústia, ressentimento. Conhece aquela anedota sobre um homem que é rico, tem uma mulher que não o engana, filhos que lhe são leais, e que nunca entra em bares frequentados por um inglês, um francês e um português? Eu também não. Ou seja, no fundo, o que eu quero dizer é: no meio desta enorme alegria que sinto como benfiquista, não consigo trabalhar. O Artur Jorge não estará disponível para voltar ao Benfica?
De repente, varreram-se da minha cabeça os comunicados do FC Porto, as crónicas de Sousa Tavares, e a última conferência de imprensa do Domingos. Só vejo benfiquistas no Marquês a cantar, benfiquistas em Cabo Verde a agitar bandeiras, benfiquistas no Porto a levar bordoadas... (Alto! Uma réstia de ressentimento? Querem ver que há esperança para esta coluna...)
Lembro-me de, em janeiro deste ano, algumas maternidades de Barcelona detetarem numa determinada semana a duplicação dos partos em relação ao período análogo do ano anterior, precisamente nove meses depois do golo que o Barcelona marcou nos últimos minutos das meias-finais da Liga dos Campeões contra o Chelsea. Chamaram-lhes os "bebés Iniesta". (Alguns especialistas preveem que, daqui a alguns meses, também nasçam nos Estados Unidos milhares de "bebés Tiger Woods". Mas, nesse caso, são mesmo dele.) Preparemo-nos, pois, para daqui a exatamente nove meses nascer uma quantidade suplementar de bebés em Portugal, a quem os demógrafos chamarão apropriadamente "meninos Jesus".
(Miguel Góis, in Record)

Saviola lança biografia

Saviola voltou a ter alegria a jogar futebol, segundo afirmou em entrevista. E diz-se surpreendido com tudo no Benfica, desde o clube até aos adeptos.
Por ele continuará no clube pois não só tem contrato, como se sente feliz.


leia a entrevista aqui ...

quinta-feira, 13 de maio de 2010

A alegria no trabalho

Jara vibra com o título

O reforço argentino Franco Jara, contratado em Janeiro mas que apenas virá no começo da nova época, estava na concentração da sua equipa, o Arsenal de Sarandi, mas não quis perder o jogo do título do Benfica.
Conta-se que se fechou no quarto e assistiu pela internet, tendo vibrado com a conquista do título. E não é de espantar claro, pois garante desde logo a participação na Liga dos Campeões da próxima época.
Como as coisas mudaram no Benfica este ano, antecipando contratações para a época seguinte.
E quem leu o que Jesus disse um dia destes, só pode ficar descansado. Se sair alguém, saberei procurar outro!

Especulação Mantorras

Mantorras isto, Mantorras aquilo e afinal parece que está em Portugal e chateado. Mas, pronto para viajar para os EUA com a equipa. O melhor será mesmo esperar para ver não só o que aconteceu, como o que acontecerá no futuro!

quarta-feira, 12 de maio de 2010

Um título para Falcão

Desenganem-se aqueles que pensam que Falcão não conseguiu vencer nada esta época.
Venceu sim um título, o de melhor cabeceador da Liga Sagres. Parabéns Falcão!
Agora mais a sério, Falcão fez uma belíssima época e disfarçou a incompetência do FCP neste campeonato, mas não chegou.
Para o ano há mais. A luta promete, espero que sem túneis para desculpabilizar os insucessos.
Falando em túneis, alguém já ouviu/leu críticas aos actos de Hulk e Sapunaru? Eu não, apenas aos stewards.

Não acredito!

O Sporting é um clube sui-generis.
Acabei de ler que em Janeiro, o Sporting declinou a compra, por 4,5 milhões, de Gaitán, futuro reforço do Benfica, para contratar Pongolle por 6,5.
Perdoai-lhes Senhor, eles não sabem o que fazem!
Continuem assim.

Já amo o Benfica!

Fábio Coentrão vive dias felizes. Em apenas três dias, sagra-se campeão nacional pela 1ª vez, casa-se e é convocado para o Mundial.
Dizia-se que ele era sportinguista. Mas, ontem confessou que o clube do coração era o Rio Ave, onde começou e da terra onde nasceu. No entanto, acrescentou, "também posso dizer que já amo o Benfica".
Fábio Coentrão, quem o viu e quem o vê.
Aquele jovem franzino e habilidoso mas inconsequente que conhecíamos e que após a contratação pelo Benfica não se fixou, tendo de ser emprestado durante dois anos, voltou esta época para ficar no plantel.
Este é um daqueles casos em que para além da vontade do jogador, importantíssima, o mérito para a sua afirmação e evolução tem de ser dado ao treinador.

terça-feira, 11 de maio de 2010

Os estrangeirados

Excepcional artigo de opinião de João Querido Manha, sobre as escolhas de Carlos Queiroz. Vale a pena ler.

"Alguns rumores de que Carlos Queiroz e os seus novos conselheiros de imagem procurariam a todo o transe recuperar o prestígio esbanjado nos últimos dois anos foram ontem desmentidos, na forma e no conteúdo, pela convocatória para o Mundial da África do Sul em que conseguiu agravar o cisma, não só dos adeptos do Benfica, mas juntando-lhes agora também os do Sporting. Ao som de trombetas zulus e com a identidade cultural dos "guys" dessa banda de referência lusitana chamada Black Eyed Peas, Queiroz chamou uma voz da América para anunciar a seleção dele aos outros portugueses.
Após uma campanha de qualificação medíocre e terminada a ferros, vogando numa inexplicável ascensão ao terceiro lugar do ranking mundial, Queiroz teve cinco meses para elaborar um plano e definir uma seleção unificadora, sem esquecer um plano de comunicação que atenuasse a desconfiança e despertasse o necessário apoio de mais portugueses. A ideia parece inspirada, de forma canhestra, no plano original de Scolari de começar por hostilizar o clube dominante, através de Vítor Baía, para despertar na maioria dos portugueses um suporte fervoroso à equipa nacional - o mais incondicional e alargado que algum dia ela teve.
Como qualquer um, depois de surpreendido com uma lista de 50 pré-convocados, numa manobra digna de uma Federação terceiro-mundista, tentei colocar-me na cabeça do selecionador, mas logo percebi que seria impossível descobrir os seus jokers e entender a sua bizarra tendência para o absurdo.
Por isso, ainda alarguei o exercício com uma margem de segurança e, em vez de 23, escolhi 29, admitindo uma "tolice" por cada sector e especialidade, na esperança de uma identidade que me auxiliasse na compreensão da constituição da equipa, ao longo do mês que falta para o início do Mundial.
Mesmo assim, falhei por três, o que me inflige uma deceção arrasadora. Como é que eu, português, vou justificar as chamadas de Daniel Fernandes, Ricardo Costa ou José Castro? Que qualidade individual ou prestação técnica e tática pode oferecer à Seleção Nacional cada um destes jogadores? Que critério conduziu à escolha deste insólito trio, refletindo-se na exclusão de Quim, Ruben Amorim, Daniel Carriço, Carlos Martins, Nuno Assis ou Makukula?
E quem vai entender a ideia de abrir uma nova frente de combate com a exclusão de João Moutinho, completamente desajustada dos dois anos de trabalho que ficam para trás: o capitão do Sporting era um dos cinco jogadores que não tinham falhado qualquer das 12 convocatórias anteriores de Carlos Queiroz.
Com a opção deliberada por estrangeirados sem referência entre nós, o selecionador deu sinal de não pretender, afinal, qualquer "reconciliação" nacional e aproveitou a proximidade quotidiana dos jogadores do Benfica e do Sporting para condená-los em função do cariz internacionalista que visa adequar a imagem de Portugal à das seleções de África e da América do Sul. Só lhe falta agora transferir os jogos caseiros para Londres, Paris ou Zurique."

Mantorras, o fim?

Mantorras tem sido um dos símbolos do Benfica, a par de Eusébio.
Por diversas vezes tem sido embaixador do clube.
Infelizmente perdeu-se uma carreira fabulosa. Tudo indicava poder vir a ser um novo Eusébio. Que pena!
Bom, mudando de agulha, Mantorras foi peça importantíssima na conquista do 31º título, há cinco anos atrás.
Este ano, face à forma altamente profissional com que Jesus comandou o Benfica ao 32º título, não houve lugar para Mantorras.
As opiniões dividem-se.
Uns acham que o futebol profissional não se compadece com sentimentalismos.
Outros, que poderia ter sido dada a Mantorras a chance de jogar pelo menos 5 minutos.
Quanto a mim, as duas opiniões são aceitáveis.
Porém, alguma coisa não foi devidamente acautelada nessa relação Mantorras/adeptos, pois ele abandonou o estádio antes da festa do título. Porquê? Responda quem souber!

segunda-feira, 10 de maio de 2010

Queiroz vai-te catar

E tal como se esperava. Alguém tinha dúvidas? Apenas convocou o Fábio Coentrão porque foi ele que descobriu que ele era lateral esquerdo!
Em vez de Quim, totalista da baliza do Benfica com 20 golos sofridos, os mesmos que Eduardo, convoca o suplente Beto (ai as cunhas!!!) e o desconhecido Daniel Fernandes. Não é por falta de patriotismo, mas gostava que o Eduardo se lesionasse e fossemos goleados, só para ver as desculpas do asno!
Deixa de fora o polivalente Rúben Amorim, o Carlos Martins que está em grande forma e poderia resolver à bomba algum jogo mais equilibrado.
Enfim, nada que não estivéssemos à espera.

A confirmação das palavras do presidente

Dizia ontem o Presidente L.F. Vieira que não só não sairia nenhum jogador por valor inferior à cláusula de rescisão, como ainda iria ser reforçada a equipa. Aliás isso já é visível pois já estão contratados 3 novos jogadores cujos nomes todos já sabem.
Hoje, o responsável pela área financeira do Glorioso vem reforçar essas palavras, afirmando "Investimento é para manter".
Ficam assim os benfiquistas mais descansados e cientes que não vamos ter de esperar mais 5 anos para conquistar novo título nacional.
Aquele responsável diz ainda não ser preciso vender jogadores para realizar mais-valias e que este ciclo é para manter. 

Neste campeonato houve uma desigualdade muito grande

E houve mesmo Domingos, nem tenhas dúvidas!
Enquanto uns ganharam os jogos com o suor e o talento dos seus jogadores, outros (como tu) ganharam à custa dos homens do apito.
Portanto, sou forçado a concordar contigo desta vez!

domingo, 9 de maio de 2010

A festa no Marquês em vídeo

Este blog associa-se aos festejos.
Parabéns BENFICA, parabéns Cardozo!

CAMPEÕES!!!!



CAMPEÕES

Hoje somos campeões!

Dê por onde der. Não há outra hipótese que não seja o BENFICA CAMPEÃO!!!


Hoje por volta das 20 horas de Lisboa, o país e o mundo benfiquistas estarão em festa, mais que merecida, diga-se, depois do brilhante campeonato efectuado e das "minas" que lhe foram colocadas pelo caminho. Isto para além, claro das ajudas ao Braguinha, que doutra forma nunca estaria a 3 pontos nesta altura do campeonato.
Deixo-vos com algumas opiniões de benfiquistas famosos:
Mário Wilson, disse BENFICA FOI A MELHOR EQUIPA
Toni, disse SE O BENFICA NÃO CONSEGUIR EMPATAR OU VENCER, NÃO MERECE GANHAR ESTE CAMPEONATO
Nélson Évora, disse O BENFICA MERECE SER CAMPEÃO

E termino por aqui: Nós só queremos o BENFICA CAMPEÃO!

Coelho bem passado

Antes de atingir a maioridade, Javier Saviola já era alvo de constante veneração na Argentina. E porque a classe tem um preço, foi como estrela paga a peso de ouro que foi construindo a carreira, servindo os mais poderosos emblemas de Espanha a três tempos. Pelo meio, pagou pela forma como por vezes se ausenta do jogo, como quem vai-ali-só-beber-um-copo-de-água-e-promete-voltar. Mesmo que no fim da época passada fosse só mais um pedaço da matéria-prima excedentária no Real Madrid, continuava a ser um jogador caro e dificilmente resgatável pelos maiores clubes portugueses. O Sporting pensou nele, mas, sem bases económicas, por aí se ficou; o Benfica pôs-lhe as mãos em cima e não mais o largou. E esta aplicação do músculo financeiro pode muito ter sido uma das chaves do título que as águias se preparam para confirmar amanhã. Basta que nos lembremos das vezes em que El Conejo (o Coelho) saltou da cartola colectiva para, nas "folgas" de Cardozo, assinar a diferença. Mais: foi ele que atirou o FC Porto ao tapete no clássico da primeira volta, o tal que mexeu com o sistema nervoso de alguns dragões, que haveriam de fazer um autêntico haraquiri no túnel mais badalado do País.

sábado, 8 de maio de 2010

Taças das modalidades

Hoje não foi um dia feliz nos jogos decisivos de Futsal e Voleibol.
No Futsal perdemos a final frente ao Belenenses nos últimos segundos do prolongamento. A estrelinha da UEFA Futsal Cup faltou hoje!
No voleibol, já era mais ou menos esperado, face aos resultados dos dois últimos jogos com o Sporting de Espinho.
Enquanto que no volei não existem mais finais para disputar, logo não haverá possibilidade de conquistar qualquer título, não podemos deixar de aplaudir a nossa equipa. Jogou as finais do campeonato e da taça, o que para uma equipa quase nova não é de somenos. É preciso sim é manter este plantel, com algum retoque, porque  o futuro é risonho.
Já no que diz respeito ao futsal, temos ainda o play-of do título nacional para disputar. E, esta equipa é campeã portuguesa e europeia por isso temos de acreditar nela.

Perdidas estas duas finais hoje, no entanto, a equipa de hóquei seguiu em frente na Taça de Portugal, enquanto o rival Porto foi eliminado, por isso renasce a esperança de conquistar este troféu.
Também a de basquetebol está nas meias-finais do play-of do título e sendo a actual campeã nacional, é legítimo acalentar a esperança de novo título.

A frase do dia que dá que pensar

«É possível ser campeão. O Benfica tem a equipa mais forte dos últimos 30 anos, tem mais de 100 golos marcados e se ainda não é campeão à entrada para a última jornada é porque alguma coisa está para acontecer, algo está reservado para nós», considera o técnico da formação arsenalista.

Será que este senhor sabe mais que nós, ou está apenas a fazer bluff?

Tão bom, tão bom, mas

O Falcao que até é bom jogador, apesar de noutros aspectos talvez nem tanto, não foi convocado para dois jogos da selecção colombiana. 
Estranhamente, Guarín foi convocado e também estranhou a não convocação do colega dragão.
Coisas que não se compreendem!

sexta-feira, 7 de maio de 2010

Desporto de elite? Não!

A rivalidade histórica do futebol português é entre o Benfica e o Sporting. O que se passa entre o FC Porto e o Benfica é mais do domínio das rivalidades histéricas de conjuntura, como ainda se viu no último domingo. O desamor entre o Benfica e o Sporting vem desde o berço dos dois emblemas de Lisboa e, por isso mesmo, fazendo bem as contas, tem mais de um século esta questão de estrutura.
Na matriz do Benfica e do Sporting a grande fractura teve uma origem de classe porque o Benfica foi fundado por órfãos da Casa Pia, que nem dinheiro tinham para comprar bolas, enquanto o Sporting foi fundado pelo visconde de Alvalade que imediatamente contemplou à nascença a sua agremiação com um campo de futebol, duas dúzias de pares de botas e uma colecção completa de equipamentos.
Quando a benfiquistas e a sportinguistas lhes dá para embirrar uns com os outros, o que acontece todos os dias há mais de cem anos, gostam os primeiros de chamar aos segundos de viscondes e de emproados e os segundos gostam de lembrar aos primeiros a sua marca original de pobretanas e de pés-descalços.
Isto, evidentemente, quando as discussões são ao mais alto nível. Quando as discussões envolvem as claques dos dois clubes e, por isso mesmo, decorrem ao mais baixo nível, é lamentavelmente à pedrada que se estabelecem argumentos e contra-argumentos, como ainda há pouco tempo se observou por ocasião de um jogo decisivo do campeonato de futebol de juniores.
Ora, ao contrário do futebol que é um desporto popular, sendo o golfe, como todos havemos de concordar, um desporto de alto nível, enfim, de elite não deixa de causar estranheza que tenham sido as claques do FC Porto, que também não é propriamente um clube de viscondes, a introduzir a modalidade de arremesso das propriamente ditas bolas de golfe, que custam um dinheirão, no lugar das pedras da calçada, a custo zero e à mão de semear.
E bastou um domingo de futebol no Dragão para que o golfe, em Portugal, deixasse de ser um deporto de elite.
Trata-se de um claro sinal da evolução da nossa sociedade que temos por mania menosprezar e rebaixar quando a comparamos com as sociedades de outros países mais cultos, mais ricos, mais evoluídos. Como a fabulosa Itália, por exemplo.
No último fim-de-semana, na bela Roma, centro de um antigo império, a Lazio recebeu no seu estádio o Inter de Milão, que anda a discutir ferozmente o scudetto com a AS Roma. Como é do domínio público, Lazio e AS Roma cumprem na perfeição o seu papel de rivais históricos dentro da mesma cidade, ou seja, não se suportam. Para os tifosi da Lazio a pior coisa que lhes pode acontecer é ver a Roma sagrar-se campeã de Itália. E vice-versa, pois claro.
Posto isto, não causaria o menor espanto que os adeptos da Lazio que encheram o Estádio Olímpico para a recepção ao Inter se sentissem com o coração dividido perante a importância do resultado em discussão. Vencer a equipa de Mourinho seria muito bonito, porque se trata de uma grande squadra, finalista da Liga dos Campeões, mas seria, em termos práticos, entregar o título numa bandeja aos rivais da AS Roma. Que situação mais intolerável!
Mas o que acabou por acontecer no Estádio Olímpico, no domingo passado, superou todas as expectativas dos cronistas e historiadores do fenómeno da rivalidade desportiva. O Inter ganhou por 2-0 e os adeptos da Lazio, sem qualquer espécie de vergonha, festejaram em delírio os dois golos do Inter à sua própria equipa, como se os de Milão estivessem a jogar contra a AS Roma e não contra a Lazio.
Este episódio absurdo vai, certamente, alimentar o desamor AS Roma-Lazio por mais cem anos. E é com estas anormalidades que se constroem rivalidades históricas entre vizinhos embora, neste caso específico, convém ressalvar que os tifosi da Lazio ultrapassaram todos os limites da decência e do amor-próprio. E são eles italianos, do tal país mais evoluído, rico e culto do que o nosso.
Por isso mesmo, é hoje devida uma homenagem aos sportinguistas, rivais históricos dos benfiquistas, pelo modo cavalheiresco com que têm vindo a suportar os engulhos da corrente temporada.
Por finais de Fevereiro, quando lhes coube receber o FC Porto, em Alvalade, embora com o coração dividido perante a eventualidade de uma vitória das suas cores permitir ao Benfica distanciar-se na liderança, os sportinguistas festejaram a quase-goleada imposta ao FC Porto — sim, porque 3-0 é uma quase-goleada — e, aparentemente, não ficaram a remoer sobre o inestimável serviço prestado ao Benfica. Aparentemente, convém realçar…
Como se não bastasse, dois meses mais tarde, quando o Benfica voltou a precisar dos bons ofícios do Sporting, o Sporting voltou a responder com decência e desportivismo, aceitando adiar por 48 horas a sua visita à Luz de modo a permitir ao rival o descanso necessário físico e psicológico depois da viagem infeliz a Liverpool. Fica, portanto, o Benfica a dever uma gentileza destas ao Sporting quando surgir a ocasião para tal.
Temos, assim, uma fortíssima e bem condimentada rivalidade secular entre dois emblemas da mesma cidade, Lisboa, com tristes episódios de excessos, porventura inevitáveis perante tantas complacências superiores à vista de tantos comportamentos inferiores, mas temos também uma rivalidade que é essencialmente futebolística, que tem dispensado até ao presente os artefactos do golfe, e que se sabe restringir, de um modo geral, às fronteiras (ainda que muito alargadas) do bom senso.
No entanto, há limites para tudo…
E se no último domingo, em Alvalade, o público da casa desatou em ovação quando Fábio Júnior fez o golo da Naval que ditaria a oitava derrota do Sporting no campeonato de 2009/2010, a situação não revela masoquismo nem, muito menos, nenhuma semelhança com os eventos do Estádio Olímpico de Roma, pela simples razão de que a Naval, ao contrário do Inter, não está a lutar pelo título. Os sportinguistas, na verdade, nem sequer estavam a celebrar o golo de Fábio Junior que, por coincidência aconteceu no mesmo minuto em que, no Estádio do Dragão, Farías desempatava a favor do FC Porto o jogo contra o Benfica.
Compreenda-se o espírito sportinguista do instante. A eventualidade de terem de abandonar o seu estádio e de regressar a casa por entre a algazarra benfiquista em festa seria mais difícil de suportar do que todos os engulhos da época, incluindo os discursos do presidente Bettencourt.
E foi com este espírito que os sportinguistas, sem nada de seu para festejar, celebraram com justa emoção e não menor alívio o terceiro golo do FC Porto e o golo solitário do Sporting de Braga.
Nenhum benfiquista lhes pode levar a mal. Se fosse ao contrário, passar-se-ia exactamente a mesma coisa.
São as grandezas e as pequenezas do momento e de cada um.
E que bom é não estarmos nós no momento das pequenezas.
DI MARÍA terá feito no Porto o seu último jogo com a camisola do Benfica. É uma pena vê-lo partir. E é uma pena não o vermos jogar no domingo contra o Rio Ave. No jogo com o FC Porto o jovem argentino esteve sempre muito bem. Atirou uma bola à trave com grande estrondo e, minutos depois, caíram-lhe dois adversários em cima e mandaram-no ao chão. Di María levantou os braços em sinal de protesto e o árbitro despachou-o logo com um cartão amarelo por «protestos». Foi uma grande noite para Olegário Benquerença que fica para a história como o malandro que teve o desplante de expulsar Fucile.
(Leonor Pinhão, in A Bola)

Até onde chega o cinismo

Pinto da Costa pela primeira vez terá admitido em público que o Benfica deverá ser o campeão e com 3 pontos de avanço sobre o Braga. Mas, como a dor de cotovelo é enorme, para ele quem merecia este título era o Braga. Vai-te!
Como se alguém que o conhece acredita no que ele diz. Está mais uma vez e como é habitual, a dizer uma coisa mas a pensar noutra. E os cordelinhos já foram bem mexidos. Mas, o mais certo é o seu tiro desta vez não ser muito certeiro.

quinta-feira, 6 de maio de 2010

Entre as duas, o diabo que escolha

Soube-se hoje que a TVI ganhou à RTP a luta pela compra dos direitos televisivos para transmitir um jogo da Liga Sagres por semana a partir da próxima época e por dois anos.
Se uma era ANTI, a outra não fica atrás, então para nós benfiquistas ser uma ou outra é completamente indiferente.
O melhor será portanto esperar para ver como se comporta a TVI em relação aos jogos do Benfica.

O isqueiro mata

A pergunta impõe-se: quem tem uma maior esperança média de vida? Um indivíduo que fuma um maço de tabaco por dia, ou um jogador do Benfica que leva com um isqueiro nas Antas? Não sei porquê, mas tenho a sensação de que a medicina dedica muito tempo de pesquisa ao primeiro caso, e continua a desprezar olimpicamente o segundo. Por outro lado, não compreendo como é que só os maços de tabaco contêm avisos. Porque não passar a colar nos isqueiros mensagens com, por exemplo, o seguinte teor pedagógico: "Deixar de atirar isqueiros para o relvado reduz o número de escoriações"? Dito isto, se há local em que faz sentido que haja muita gente a deitar isqueiros fora, esse local é as Antas: há lá algumas pessoas que, se dependesse do Ministério Público, estavam hoje num sítio onde é muito complicado arranjar cigarros.
Entretanto, alguns jornais revelaram que, enquanto voavam objetos para o relvado, se jogava uma partida de futebol. Respeitosamente, duvido. Até porque, em vez de futebol, o mais recente FC Porto-Benfica parecia uma prova dos Jogos Sem Fronteiras: a certa altura, o objetivo era ver qual o jogador do Benfica que conseguiria inserir a bola dentro da baliza adversária, tendo para isso que evitar os jogadores do FC Porto que se lançavam ao chão sem que alguém lhes tocasse, e ao mesmo tempo contornar as dezenas de isqueiros, telemóveis e tochas que caíam no relvado. Da próxima vez, desconfio que o Aimar vai entrar no relvado das Antas com um saco de batatas nos pés e a segurar uma colher com um ovo na boca.
No meio de tudo isto, estiveram os heroicos jogadores do Benfica, que foram alvo de projetos diametralmente opostos. De um lado, havia os adeptos do FC Porto, que os queriam pôr negros; do outro, o árbitro da partida, que os queria amarelar.
(Miguel Góis, in Record)

Cheira-me a esturro este elogio

Rui Moreira, o chamado "andor" depois de passar uma época a malhar no Benfica e a alinhar na tese dos túneis, etc., vem agora, depois da vitória do Porto assumir que o Benfica foi a melhor equipa do campeonato. Finalmente, sr. Rui Moreira, antes tarde que nunca!
Mas, será que este elogio é sentido? Hum, duvido! Deve ter alguma na manga.

quarta-feira, 5 de maio de 2010

Pobres "lagartos"

Até na festa dum seu atleta, os tristes adeptos "lagartos" fizeram questão de mostrar o seu anti-benfiquismo!
O que dizer de comportamentos destes?
Para mim é comportamento de complexados, de tristes, a quem o seu clube já não lhes dá motivos para sorrir, então ficam felizes insultando os outros.
Onde é que já se viu coisa igual? Acho que só mesmo em Portugal. Como no sábado antes da claque dos corruptos entrar em campo, em vez de soltarem gritos de incentivo ao seu clube, pulavam e cantavam felizes, SLB, SLB, SLB, filhos da puta SLB, filhos da puta SLB! Bonito hino e bela homenagem às mães deles pois era precisamente o dia das mães. 
Ah, só para lembrar que este jogo de homenagem se realizou porque o pobre Iordanov teve de recorrer à justiça e ganhou o direito à festa! Porque o clube a quem se dedicou de alma e coração lhe negou a festa na altura.

O dilema de Fábio Faria

O dilema de Fábio Faria é compreensível porque se por um lado não se quer queimar perante a opinião pública, por outro quererá que o Benfica seja campeão.
Imaginemos agora que era o Porto na situação do Benfica e jogava com o Olhanense. Como era, jogavam desfalcados ou com os emprestados?
Motivo para reflexão este!
Deveria ser estipulado pela Liga um número baixo como limite para jogadores emprestados por um único clube, caso contrário a verdade desportiva poderá ser desvirtuada.

Não estou arrependido porque não fiz nada

Claro, que Vandinho não fez nada. Tentou apenas!
É uma diferença significativa, não é Vandinho?
Não há pachorra para ver, ler e ouvir tudo o que se tem dito esta época em Portugal por parte de todos os ANTI.
Apetece bater com a porta e ir jogar noutro campeonato. Estamos realmente a mais neste país de merda!

terça-feira, 4 de maio de 2010

Ecos da indignação na Luz

De acordo com o CM a actuação de Olegário Benquerença no Dragão e a actuação (ou a não actuação) da PSP do Porto deixaram Luís Filipe Vieira e seus pares profundamente irritados.
Porém, bem ou mal (cada um interprete como quiser) a estratégia passa pelo silêncio.
Não creio que seja a melhor estratégia pois estamos a ser "comidos por parvos" mas quem está lá dentro sabe melhor que eu se será a melhor estratégia.
E estou muito ansioso para saber quem será o árbitro nomeado para domingo, confesso-o.
Só espero que Vítor Pereira não se lembre de brincar.

Esta CD da Liga é engraçada!

Saíram os castigos dos jogos do passado domingo, mais cedo que é habitual.
E da respectiva listagem achei alguns muito justos!
Os adeptos corruptos fizeram o que fizeram e o Porto é penalizado com 2.750 euros, enquanto o Benfica leva 1.500 euros de multa, ou seja mais de metade do que o Porto.
Luisão por simulação de arremesso dum isqueiro levou uma multa de 1.125 euros. Somado este valor com o do Benfica dá 2.625 euros, quase o mesmo que levou o Porto.
Em resumo, o crime compensa!
Como se esperava Javi Garcia, Di Maria e Fábio Coentrão não vão poder jogar no domingo por ter sido punidos com 1 jogo de suspensão.
Já agora e ao contrário do que a imprensa apregoava, o Profe vai mesmo ficar de castigo (10 dias), não podendo ir para o banco.
Outro castigo que me surpreendeu foi o Fucile ter levado 2 jogos. Talvez seja por reincidencia.
Enfim, e este CD é benfiquista, dizem eles!

Será punido?

Usando a expressão por eles utilizada no comunicado emitido ontem, será que as virgens ofendidas com as pseudo-provocações dos stewards no túnel da Luz aos jogadores dos corruptos iriam aceitar que o seu DEUS na terra fosse castigado por ter provocado elementos da Direcção do Benfica no final do jogo de domingo?
De acordo com o Record aos seus convidados com um vocabulário pouco próprio, PC referiu: "Aqui não festejam título nenhum seus.........", afirmou, dirigindo em seguida várias ofensas verbais.

Vão dizer que é benfiquista!

Saltava à vista que o FC Porto-Benfica iria ser difícil para o árbitro (sobretudo), qualquer que ele fosse. E a Comissão de Arbitragem da Liga seguiu o caminho lógico, nomeando o trio seleccionado pela FIFA para a já bem próxima fase final do Campeonato do Mundo. Não foi feliz. Claro que não. E já lá vou. Mas, antes disso, pergunto: o Estádio do Dragão foi um campo de futebol ou um campo de batalha? Dentro e fora das quatro linhas, festejou-se cada golo com a saudável alegria de quem ganha a um rival ou com a raiva que só pode existir quando se odeia? Naquelas circunstâncias, teria sido possível arbitrar muito melhor? Faz sentido que um árbitro, em Portugal, para poder ser árbitro, precise de ser herói?

Em termos técnicos. Olegário Benquerença (bem auxiliado por Bertino Miranda e José Cardinal) não cometeu indiscutíveis erros de vulto. Talvez nada a ver, portanto, com o desfecho do jogo. Mas teve diversas falhas no âmbito disciplinar. E há quem diga que começou com rigor excessivo. Discordo. Os excessos estiveram nalguns jogadores (sobretudo, portistas) e não havia outra forma de os travar. Benquerença nem sempre conseguiu ser justo, mas reconheça-se que teve (então) tarefa muito complicada. E, quanto a mim, o seu maior erro veio depois, quando considerou os jogadores controlados e passou a permitir-lhes infracções passíveis de advertência que já teria de dar expulsão. Lesava o jogo, não defendia o espectáculo? Há quem o diga. E eu respondo: o que é isso? A defesa do espectáculo compete mais ao árbitro do que aos jogadores, que até são profissionais? Só o árbitro deve ter calma, ponderação e bom senso? Se houvesse três ou quatro expulsões para cada lado, de quem era a culpa? Do árbitro ou dos prevaricadores? Possivelmente, é o que vem fazendo falta no futebol português. Talvez, até, jogo que não chegue ao fim por falta de jogadores (mínimo de sete) numa das equipas ou em ambas. E o mesmo penso e digo em relação aos «penalties» por agarrões e empurrões dentro da grande área.

Falando de casos concretos, injustas as advertências a Di Maria e a Maxi Pereira e a expulsão de Fucile. Mas este devia ter sido expulso pouco antes, quando pontapeou e derrubou Di Maria. Não houve fora-de-jogo no segundo golo portista (Farias), mas é discutível que não tenha havido razão para «penalty» no livre cortado por Hulk com um braço e no lance em que Álvaro Pereira atingiu as pernas de Maxi Pereira (derrubando-o) antes de pontapear a bola. Correcto o facto de FC Porto e Benfica terem perdido um lançamento lateral (mérito de Bertino Miranda), pois Fucile e David Luiz executaram-nos levantando do solo um dos pés.

Caso curioso: mesmo perdendo no Dragão (com justiça indiscutível), o Benfica teria sido campeão nacional, anteontem, se fosse assinalado o fora-de-jogo existente no golo da tangencial vitória (1-0) do notável. Sp. Braga sobre o Paços de Ferreira. 
(Cruz dos Santos, in A BOLA)

segunda-feira, 3 de maio de 2010

O vídeo dos estilhaços

Para os Marcos Almeidas deste país, aqui está a prova.


(Vídeo rapinado do grande JJDSLB)

Levados ao colo

Como todos os benfiquistas, estou triste por não ter conquistado ainda o título que já devia ser nosso há muito tempo, não fora todas as manobras de bastidores, ou benefício descarado ao Sporting de Braga.
Não consigo entender como uma equipa como o Braga pode ser levada assim ao colo. Até compreendo, são afilhados dos corruptos e ao contrário daqueles estes souberam aproveitar as benesses.
Assim de cor, sem me socorrer de dados, lembro-me que o Braga foi altamente beneficiado no jogo da 1ª volta com o Benfica, não só pelo golo limpo de Luisão que foi anulado, ainda pela injusta expulsão de Cardozo ao intervalo.
Contra o Marítimo em Braga, quase no final marca o golo da vitória após uma jogada em que a bola está dois palmos fora.
Contra o Guimarães, em Braga também, ganha por 3-2 com 3 penáltis quase todos polémicos.
Na Luz, perde por 1-0 mas beneficia da não marcação dum penálti a 5 minutos do fim.
Ontem, ainda em Braga, vence com um golo em fora-de-jogo descarado, já não pondo em causa a seriedade do guarda-redes pacence Coelho, que dá um perú com penas e tudo.
Sei que tem mais casos mas estes são os que me vêm à memória.
E o que mais me intriga é o silêncio cúmplice da imprensa!

domingo, 2 de maio de 2010

Mais uma vitória "à la Braga"!

Não bastava o fora-de-jogo de quilómetros que não é referido pelo "cego" relator do jogo, ainda o guarda-redes do Paços dá este perú, que de tão estúpido dá até para desconfiar. Assim não admira estarem ainda na luta pelo título.



(vídeo retirado do Eterno Benfica, a quem agradeço a sua postagem para todos os benfiquistas e não só, verem as arbitragens que temos)
Related Posts with Thumbnails